Oi Rio Pro 2016 - Tyler Wright é bicampeã

Deu Tyler Wright na etapa feminina Oi Rio Pro 2016. Num repeteco da final de 2013, a australiana venceu sua conterrânea Sally Fitzgibbons e tornou-se bicampeã do CT brasileiro.

Tyler começou muito forte na final, com uma direta em que aplicou duas potentes rasgadas e arrancou 8,67 pontos. O caminho de Sally foi ficando cada vez mais difícil, pois além dela não achar ondas abertas, Tyler conseguia ir trocando sua segunda nota. Num determinado momento, Sally, que também é bicampeã no Rio e fez sua quarta final na cidade, precisava de 9,73. para vencer.

Quando restavam oito minutos para o fim, Sally achou uma onda que deu chance para duas manobras, uma rasgada forte e uma pancada na junção. A nota 7,17 a colocou novamente no jogo, mas ela não conseguiu driblar a forte correnteza e as ondas que passavam de 1,5m nas séries e terminou pela terceira vez como vice no Rio de Janeiro.

A terça-feira no Postinho amanheceu sem ondas e foram feitas três chamadas, umas às 7h, outra às 10h e a última às 12h45, quando foi definido que as disputas começariam às 13h, já que o mar já apresentava condições de surf, mesmo que difíceis.

E quem fez bonito nas quartas foi Courtney Conlogue, que chegou ao Rio sendo a dona da camiseta amarela de líder do ranking. Na segunda bateria da fase ela escovou uma direita com fortes manobras e arrancou uma nota 9, a maior do dia. Depois ainda acrescentou 7,50 em seu somatório e ficou com 16,50, o maior das finais femininas. Pior para a havaiana Tatiana Weston-Webb que até fez uma onda boa que valeu 8 pontos, porém ela não achou outro high score e foi eliminada, terminando em quinto lugar na prova.

Além de Courtney, Sally Fitzgibbons, Tyler Wright e Carissa Moore também avançaram para a semifinal. A primeira foi entre Sally e Courtney, e dessa vez não deu para a norte-americana. Nas condições ainda difíceis e já com ondas de quase 1,5m, subindo mais a cada momento, a australiana achou uma direita abrindo e com três manobras arrancou 8,43. Courtney ainda conquistou 7,50, mas acabou eliminada pelo placar de 14,10 a 14,00.


Final

Tyler Wright (AUS) 13,10 x 10,34 Sally Fitzgibbons (AUS)

Semifinais Femininas

1 Sally Fitzgibbons (AUS) 14,10 x 14,00 Courtney Conlogue (EUA)

2 Tyler Wright (AUS) 13,60 x 10,10 Carissa Moore (HAW)

Quartas de final Femininas

1 Sally Fitzgibbons (AUS) 13,73 x 13,30 Malia Manuel (HAW)

2 Courtney Conlogue (EUA) 16,50 x 11,10 Tatiana Weston-Webb (HAW)

3 Tyler Wright (AUS) 14,87 x 12,70 Johanne Defay (FRA)

4 Carissa Moore (HAW) 15,84 x 7,50 Stephanie Gilmore (AUS)



Próxima chamada Masculino.

A próxima chamada para o Oi Rio Pro 2016 acontece nesta quarta-feira no Postinho da Barra da Tijuca, às 6h30 para um possível início às 7h
 

 
Vem ai Gata da Onda 2017



Festa da Onda

com os destaques

do Surf e a Nova Gata Surf.


Aguardem

 

 
Feijoada do Cacau Menezes bombou na Lagoa em Floripa-SC. Brasil- Carnaval 2017

A festa mais democratica do Carnaval.

sucesso

Parabens Cacau

Congrats.

aloha
 

 
[2017-03-08] - Vem ai Gata da Onda 2017
[2017-03-08] - Feijoada do Cacau Menezes bombou na Lagoa em Floripa-SC. Brasil- Carnaval 2017
[2017-03-08] - Facebook Live transmite a temporada 2017 da WSL. aloha
[2017-02-28] - Uma final verde-amarela fechou o primeiro campeonato importante da World Surf League na temporada 2017
[2017-02-24] - A GATA DA ONDA ANDREIA SERAFIM VAI DESFILAR NA FEIJOADA DO CACAU
[2016-12-14] - inscrições seguem abertas para o Java Matadeiro Pro/Am em Florianópolis
[2016-11-23] - John John Levou em Halaiwa no Havai com empate. aloha
[2016-11-07] - Americano vence histórico Hang Loose Pro Contest 30 Anos
[2016-11-02] - Praia da Joaquina lotada para a estreia das estrelas do Hang Loose Pro Contest. aloha
[2016-11-02] - Hang Loose Pro Contest 30 Anos começa na Joaquina