Surfistas de treze estados do país já estão escalados para estrear no Oi SuperSurf de Florianópolis, que começa nessa quarta-feira na Praia da Joaquina, aloha

Os 160 Surfistas de treze estados do país já estão escalados para estrear no Oi SuperSurf de Florianópolis, que começa nessa quarta-feira na Praia da Joaquina com previsão de uma semana de muito frio na Ilha de Santa Catarina. Esta é a terceira das quatro etapas da principal competição do circuito da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP), sendo decisiva na disputa pelo título da temporada. O paulista Flavio Nakagima lidera o ranking e o seu principal concorrente era o catarinense Tomas Hermes, que ocupa a segunda posição e acabou cancelando sua participação porque foi convocado para disputar a etapa do WCT de Trestles, nesta mesma semana nos Estados Unidos.

A ausência do único catarinense que poderia assumir a ponta do ranking em Florianópolis, praticamente tira Tomas Hermes da briga do título brasileiro e também do Oi SuperSurf 2015, que será encerrado nos dias 7 a 11 de outubro na Praia de Itaúna, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Além dele, o paulista Alex Ribeiro, sexto colocado no ranking, também não vai competir na Praia da Joaquina porque está recuperando-se de contusão. Com isso, o número de concorrentes ao posto de número 1 do ranking da ABRASP na Ilha da Magia caiu de quatorze para doze surfistas.

Os principais adversários de Flavio Nakagima passaram a ser o também paulista Hizunomê Bettero (3.o no ranking) e o cearense Charlie Brown (4.o). Contra Tomas Hermes, a disputa pela ponta seria fase a fase, agora Nakagima tem uma vantagem maior de duas rodadas para ser ultrapassado por Hizunomê e Charlie. Os outros surfistas com chances matemáticas de assumir a liderança do ranking no Oi SuperSurf de Florianópolis são o paranaense Jihad Khodr (5.o), os paulistas Thiago Camarão (7.o), Thiago Guimarães (8.o) e Deivid Silva (9.o), os baianos Marco Fernandez (10) e Alandreson Martins (13), o capixaba Krystian Kymerson (11), o pernambucano Ian Gouveia (12) e o cearense Messias Felix (14), bicampeão brasileiro em 2009 e 2011.

Camarão e Deivid vêm embalados do Circuito Mundial e decidiram o título do QS 1500 da Espanha no último domingo, com Camarão sendo o campeão nesta final brasileira em Pantin. Os envolvidos nesta batalha só vão estrear nas fases mais avançadas da competição, pois as primeiras serão disputadas pelos surfistas que estão mais abaixo do ranking. Nas etapas do Oi SuperSurf 2015, os 160 participantes são distribuídos em quatro rodadas de dezesseis baterias com quatro atletas em cada. A primeira fase é composta por 64 competidores, na segunda entram 32 pré-classificados mais bem colocados no ranking, na terceira mais 32 e os 32 principais cabeças de chave só estrearão na quarta fase, prevista para começar na sexta-feira.

Fazem parte deste seleto grupo o líder Flávio Nakagima, escalado na primeira bateria, Alandreson Martins na quinta, Marco Fernandez na oitava, Thiago Guimarães na nona, Messias Felix na 12.a e Jihad Khodr na 16.a e última da quarta fase. Os outros seis entram como pré-classificados da terceira rodada, Hizunomê Bettero também na primeira bateria podendo fazer uma disputa direta pela liderança com Flavio Nakagima na fase seguinte se estrear com vitória na Praia da Joaquina, Krystian Kymerson entra na quinta, Deivid Silva na oitava, Thiago Camarão na nona, Ian Gouveia na 12.a e Charlie Brown na 16.a. Esta terceira fase está agendada para fechar a quinta-feira em Florianópolis.

NOVA GERAÇÃO - Além de ser decisivo na disputa pelo título brasileiro, o Oi SuperSurf também vem atraindo as atenções pelos confrontos de várias gerações na maioria das baterias das duas primeiras etapas no litoral norte de São Paulo. Os dois participantes mais jovens que se destacaram em São Sebastião e em Ubatuba estão confirmados na Ilha da Magia. Ambos são irmãos de surfistas que atualmente fazem parte do grupo dos 34 melhores do mundo que disputam o WCT. O irmão de Miguel Pupo, Samuel, brilhou nas ondas da Praia de Maresias, onde mora. E o irmão de Wiggolly Dantas, Weslley, fez melhor ainda na Praia Grande da sua cidade, Ubatuba, estabelecendo um novo recorde de 18,53 pontos de 20 possíveis como o maior placar do ano no Oi SuperSurf.

Os dois estão entre os 32 pré-classificados que entram na segunda fase e Samuel Pupo deve competir no primeiro dia, pois o cronograma prevê a realização das dezesseis baterias da primeira fase e as oito primeiras da segunda na quarta-feira em Florianópolis. Samuel Pupo está escalado na terceira bateria junto com o catarinense André Moi, enquanto Weslley Dantas encabeça a décima com o carioca Leandro Bastos e este confronto deve ser o segundo a entrar no mar na quinta-feira na Praia da Joaquina.

ESTRELAS CONSAGRADAS - Além de grandes valores da nova geração, o Oi SuperSurf também conta com a participação de estrelas consagradas no cenário nacional e até internacional. Nove campeões brasileiros vão competir na Ilha de Santa Catarina e o primeiro deles a se apresentar será o catarinense Jean da Silva (2010). Ele vai estrear na quarta bateria da primeira fase, contra o pernambucano Junior Lagosta e os paulistas Eduardo Barrionuevo e Igor Moraes. Ele é o único a entrar na rodada inicial.

Outros três estão entre os 32 pré-classificados da segunda fase, o carioca Gustavo Fernandes (2008) na sétima bateria, o alagoano Tânio Barreto (2001) na oitava e o cabo-friense Victor Ribas (1997) na 11.a. O carioca Leonardo Neves (bicampeão em 2002 e 2003) está escalado na décima bateria da terceira fase e os demais fazem parte da lista dos principais cabeças de chave que estreiam na quarta e última rodada de dezesseis baterias, o paulista David do Carmo (2013) na quarta, o cearense Messias Félix (2009 e 2012) na 12.a, o paulista Renato Galvão (2004 e 2007) na 15.a e o paranaense Jihad Khodr (2006) na 16.a.

Surfistas que já representaram o Brasil na elite mundial do WCT também vão competir nesta semana num dos principais palcos do esporte no país. O Oi SuperSurf de Florianópolis já vai começar com um que estava no grupo dos melhores do mundo da World Surf League até o ano passado, o carioca Raoni Monteiro. Ele foi escalado na primeira bateria, prevista para iniciar as 8h00 da quarta-feira, com o paulista Gabriel Adisaka, o cearense Itim Silva e o convidado da Associação de Surf da Joaquina (ASJ). Entre as estrelas de destaque internacional, ainda tem o cearense Heitor Alves e Victor Ribas entrando na segunda fase, o pernambucano Paulo Moura, o potiguar Danilo Costa e o carioca Leonardo Neves na terceira e o paranaense Jihad Khodr fechando a quarta fase.

TREZE ESTADOS - Como nas duas primeiras etapas realizadas no litoral norte paulista, o Oi SuperSurf de Florianópolis também terá representantes de treze estados do país. A maioria dos participantes mais uma vez é de São Paulo, 49 surfistas. Santa Catarina tem o segundo maior número de concorrentes ao título, 29, depois vem o Rio de Janeiro com 21, Ceará com quinze, Pernambuco com treze, Bahia com dez, Paraná com seis, Rio Grande do Norte e Espirito Santo com quatro cada, Paraíba e Rio Grande do Sul com três, Alagoas com dois e Fernando de Noronha com um, Patrick Tamberg.

As quatro etapas do Oi SuperSurf 2015 são patrocinadas pela Oi e pela marca Smolder de surfwear, com participação especial de Furnas e realização da Casa da Árvore com a Editora Rocky Mountain da Revista Hardcore e Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP). Esta terceira etapa em Florianópolis também conta com apoio da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e Associação de Surf da Joaquina (ASJ) e depois o Oi SuperSurf 2015 será encerrado em outro palco histórico do esporte, a Praia de Itaúna, de 7 a 11 de outubro em Saquarema (RJ), todas com transmissão ao vivo pelo www.oisupersurf.com.br

A OI E O ESPORTE - A Oi tem longo histórico de apoio ao esporte, com patrocínios a grandes eventos, equipes e atletas de diferentes modalidades, como basquete, judô, futebol, surfe e skate. A companhia tem grande expertise no apoio ao esporte, seja com patrocínio ou com prestação de serviços de telecomunicações em grandes competições realizadas no país. Entre os exemplos recentes, a Oi foi uma das patrocinadoras oficiais da Copa do Mundo no Brasil em 2014 e da Copa das Confederações em 2013. A companhia também apostou no basquete patrocinando o NBA Global Games Rio 2015 e o torneio NBA 3X, além de apoiar os Jogos Cariocas de Verão e o Oi Bowl Jam de skate.

A Oi também patrocinou este ano o Oi Rio Pro, a etapa brasileira do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour (CT), e em julho fechou contrato de patrocínio com mais três surfistas brasileiros de destaque na WSL: Adriano de Souza, Filipe Toledo e Silvana Lima. Eles se juntam ao campeão mundial Gabriel Medina, embaixador do Oi Galera, no time de surfistas patrocinados pela Oi.



BATERIAS DE ESTREIA DOS 160 PARTICIPANTES DO OI SUPERSURF DE FLORIANÓPOLIS:



PRIMEIRA FASE - 3.o=129.o lugar com 260 pontos e 4.o=145.o lugar com 160 pontos:

1.a: Gabriel Adisaka (SP), Raoni Monteiro (RJ), Itim Silva (CE), Convidado da ASJ

2.a: André Gonçalves (SC), Duda Carneiro (CE), Adriano Camargo (SP), Guilherme Lopes (RJ)

3.a: Ivan Silva (PE), Pedro Neves (RJ), Thiago Barcellos (RJ), Pedro Norberto (SC)

4.a: Eduardo Barrionuevo (SP), Jean da Silva (SC), Junior Lagosta (PE), Igor Moraes (SP)

5.a: José Francisco (PB), Ulisses Meira (PB), Mariano Arreyes (RJ), Filipe Ferreira (RJ)

6.a: Felipe Ximenes (SC), Josias Pedrinha (RS), Hugo Bittencourt (RJ), Marcus Cintra (CE)

7.a: Kaique Oliveira (SC), Jeronimo Vargas (RJ), Alcides Lopes (SC), Hugo Netto (RJ)

8.a: Icaro Lopes (CE), Emerson Santos (SP), Johnny Lacerda (SP), Jofrey Seibel (SC)

9.a: Julio Terres (SC), Petterson Thomaz (SC), Rhamon Austin (PE), Beto Mariano (SC)

10: Adilton Mariano (CE), Alan Marcos (SC), Raphael Becker (SC), Lucas Pazzolini (ES)

11: Phillipe Chagas (SP), Robson Gobbato (RS), Tales Araujo (SP), Rodolfo Queiroz (RJ)

12: Douglas Silva (PE), Giuliano Arreyes (RJ), Arthur Souza (RJ), Jonatan Busetti (SC)

13: Gustavo Sanches (RN), Matheus Faria (RJ), Marcio Freitas (CE), Jimmy Fernandes (RJ)

14: Felipe Oliveira (SP), Patrick Tamberg (FN), Jessé Mendes (SP), Rodrigo Farias (SC)

15: Juliano Uzuelli (SP), Bruno Moraes (SC), Eloin Travisani (SC), Flavio Costa (BA)

16: Netto Moura (SP), Wallace Junior (BA), Gustavo Ramos (SC), Caio Ibelli (SP)



SEGUNDA FASE - 32 pré-classificados - 3.o=97.o lugar com 408 pts e 4.o=113.o com 312 pts:

1.a: Marco Aurelio (SP) e Magno Pacheco (SP)

2.a: Halley Batista (PE) e Maxsswell Ribeiro (SP)

3.a: Samuel Pupo (SP) e André Moi (SC)

4.a: Peterson Crisanto (PR) e Marcio Farney (CE)

5.a: Edher Reis (SP) e Kadu Medeiros (SP)

6.a: Heitor Alves (CE) e Edgard Groggia (SP)

7.a: Jackson Santos (SP) e Gustavo Fernandes (RJ)

8.a: Gustavo Ribeiro (SP) e Tanio Barreto (AL)

9.a: Yagê Araujo (BA) e Gilmar Silva (SP)

10: Weslley Dantas (SP) e Leandro Bastos (RJ)

11: Victor Ribas (RJ) e Michel Roque (CE)

12: Wesley Leite (SP) e Felipe Alves (CE)

13: David Silva (SP) e Bruno Rodrigues (PE)

14: Lucas Santos (SP) e Anselmo Correia (RJ)

15: Alessandro Puga (PR) e Amani Valentim (PR)

16: Simão Romão (RJ) e Marinho Lima (RN)



TERCEIRA FASE - 32 pré-classificados - 3.o=65.o lugar com 960 pts e 4.o=81.o lugar com 512 pts:

1.a: Hizunomê Bettero (SP) e Gabriel Farias (PE)

2.a: Geovane Ferreira (SP) e Cauê Wood (SC)

3.a: Willian Cardoso (SC) e Leandro Cruz (SP)

4.a: Paulo Moura (PE) e Cainã Barletta (SC)

5.a: Krystian Kymerson (ES) e Cezar Aguiar (PE)

6.a: Rafael Teixeira (ES) e Artur Silva (CE)

7.a: Icaro Rodrigues (CE) e Tamaê Bettero (SP)

8.a: Deivid Silva (SP) e Amando Tenório (AL)

9.a: Thiago Camarão (SP) e Danilo Costa (RN)

10: Victor Valentim (PR) e Leonardo Neves (RJ)

11: Alan Jhones (RN) e Igor Morais (RJ)

12: Ian Gouveia (PE) e Frank Cordeiro (PE)

13: Matheus Navarro (SC) e Luan Wood (SC)

14: Saulo Junior (SP) e Leo Andrade (BA)

15: Sidney Guimarães (SP) e Dodô Veiga (SP)

16: Charlie Brown (CE) e Alon Campestrini (SC)



QUARTA FASE - 32 principais cabeças de chave - 3.o=33.o lugar com 1.920 pts e 4.o=49.o com 1.440 pts:

1.a: Flavio Nakagima (SP) e Lysandro Leandro (ES)

2.a: Luciano Brulher (SP) e Arthur Aguiar (SP)

3.a: Bino Lopes (BA) e Diego Rosa (SC)

4.a: David do Carmo (SP) e Ygor Arakaki (SC)

5.a: Alandreson Martins (BA) e Luel Felipe (PE)

6.a: Samuel Igo (PB) e Odarci Nonato (SP)

7.a: Bruno Galini (BA) e Dunga Neto (CE)

8.a: Marco Fernandez (BA) e Rudá Carvalho (BA)

9.a: Thiago Guimarães (SP) e Rodrigo Wazlawick (SC)

10: Robson Santos (SP) e Alex Lima (SC)

11: Caetano Vargas (PR) e Douglas Noronha (SP)

12: Messias Felix (CE) e Franklin Serpa (BA)

13: Odirlei Coutinho (SP) e Gustavo Bertotto (RS)

14: Luan Carvalho (SP) e Marcos Correa (SP)

15: Renato Galvão (SP) e Ricardo Ferreira (SP)

16: Jihad Khodr (PR) e Alan Donato (PE)



TOP-20 DO RANKING BRASILEIRO DA ABRASP - 7 etapas:

1.o: Flavio Nakagima (SP) - 11.055 pontos

2.o: Tomas Hermes (SC) - 10.270

3.o: Hizunomê Bettero (SP) - 10.040

4.o: Charlie Brown (CE) - 9.140

5.o: Jihad Kohdr (PR) - 8.750

6.o: Alex Ribeiro (SP) - 8.390

7.o: Thiago Camarão (SP) - 8.210

8.o: Thiago Guimarães (SP) - 7.820

9.o: Deivid Silva (SP) - 7.535

10: Marco Fernandez (BA) - 7.010

11: Krystian Kymerson (ES) - 6.660

12: Alandreson Martins (BA) - 6.540

13: Messias Felix (CE) - 6.380

14: Ian Gouveia (PE) - 6.310

15: Matheus Navarro (SC) - 6.150

16: Saulo Junior (SP) - 6.115

17: Willian Cardoso (SC) - 5.955

18: Odirlei Coutinho (SP) - 5.940

19: Paulo Moura (PE) - 5.680

20: Bino Lopes (BA) - 5.550

------mais 169 surfistas já pontuaram no ranking 2015



TOP 16 NO RANKING DO OI SUPERSURF 2015 - 2 etapas:

1.o: Tomas Hermes (SC) - 9.660 pontos

2.o: Flavio Nakagima (SP) - 9.000

3.o: Charlie Brown (CE) - 8.820

4.o: Hizunomê Bettero (SP) - 8.040

5.o: Jihad Kohdr (PR) - 7.080

6.o: Thiago Guimarães (SP) - 6.780

7.o: Krystian Kymerson (ES) - 6.660

8.o: Alex Ribeiro (SP) - 6.540

9.o: Thiago Camarão (SP) - 6.300

10: Marco Fernandez (BA) - 6.000

11: Deivid Silva (SP) - 5.820

12: Ian Gouveia (PE) - 5.700

13: Alandreson Martins (BA) - 5.580

14: Willian Cardoso (SC) - 5.400

15: Bino Lopes (BA) - 5.100

15: Odirlei Coutinho (SP) - 5.100

15: Matheus Navarro (SC) - 5.100




Depois de passar pela cidade dos antigos Festivais de Surf da década de 70, em Ubatuba (SP), o Oi SuperSurf 2015 parte para outro palco histórico do esporte das ondas no pais, a Praia da Joaquina, em Florianópolis. Foi lá que em 1986, numa reunião entre empresários de surfwear e surfistas, foi fundada a Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) e no ano seguinte inaugurado o primeiro circuito com várias etapas para definir o campeão brasileiro da temporada. A velha "Joaca" volta a sediar uma etapa do Oi SuperSurf nos dias 09 a 13 de setembro depois de sete anos. Na última oportunidade, em 2008, Willian Cardoso festejou sua única vitória na competição que por uma década - de 2000 a 2009 - realizou o circuito nacional mais rico do mundo.

O catarinense brilhou no segundo desafio do Oi SuperSurf 2015, ao arrancar a maior nota do ano na Praia Grande de Ubatuba (SP). O 9,93 recebido por Willian Cardoso superou o 9,80 que o jovem ubatubense Weslley Dantas tinha conseguido no primeiro dia para bater o 9,63 do recorde do pernambucano Halley Batista na primeira etapa na Praia de Maresias, em São Sebastião, também no litoral norte de São Paulo. Willian descreveu como foi a melhor onda pontuada nas 166 baterias disputadas por 182 surfistas de treze estados do país esse ano.

"Quando entrou essa direita, ela ganhou uma sessão na frente e eu saí acelerando para passar dela, depois fui desferindo um monte de manobras e teve uma que gostei bastante, a prancha passou e a rabeta explodiu jogando bastante água. Acho que essa foi a manobra da onda", contou Willian Cardoso. "Quanto acabei a onda, eu já sabia que a nota ia sair próxima do 10. Foi uma onda de cinco a seis manobras bem feitas, com velocidade sem mexer muito a prancha. Acho que faltou a finalização, porque não consegui chegar a tempo de fazer mais uma manobra. Acho que se tivesse feito ela mais limpa, teria saído cinco notas 10, mas estou amarradão assim mesmo".

RANKING OI SUPERSURF - Além de Willian, outro catarinense se destacou ainda mais no Oi SuperSurf de Ubatuba, Tomas Hermes. Ele ganhou o confronto de campeões brasileiros contra o paranaense Jihad Kohdr que decidiu o título da etapa na Praia Grande. Jihad foi o número 1 do Brasil em 2007 durante a "década de ouro" do circuito da ABRASP, enquanto Tomas conquistou o seu em 2011, quando já não havia mais um carro zero quilômetro de prêmio para o campeão. Com a vitória em Ubatuba, Tomas Hermes subiu para o segundo lugar no ranking brasileiro que continuou com o paulista Flavio Nakagima na frente, mas é o melhor do Oi SuperSurf 2015, computando somente os resultados das duas etapas disputadas no litoral paulista.

Os confrontos de várias gerações do surfe brasileiro foram uma constante na maioria das baterias realizadas tanto na Praia de Maresias de São Sebastião, como na Praia Grande de Ubatuba. Nesta segunda etapa, a mais simbólica foi a que envolveu o cabo-friense Victor Ribas com o pernambucano Ian Gouveia. Vitinho competiu durante quase toda a carreira contra o pai dele, Fábio Gouveia, chegou a pegar Ian no colo e cuidar dele nas viagens pelo mundo. Os dois já haviam se enfrentado em outras competições e Ian sempre acabava eliminando Ribas, mas desta vez os dois se classificaram juntos para a fase seguinte.

A expectativa é mais uma vez de lotação máxima para o Oi SuperSurf 2015 de Florianópolis, com o limite de 160 participantes rapidamente preenchido. E toda torcida fica para que a Praia da Joaquina apresente boas ondas durante a semana de 9 a 13 de setembro para o show das estrelas do passado, do presente e do futuro do surfe brasileiro na Ilha da Magia. Com 6.000 pontos em jogo para o vencedor, os dezessete primeiros colocados no ranking da ABRASP têm chances matemáticas de brigar pela ponta na corrida do título brasileiro em Santa Catarina. A batalha principal será entre os top-5, Flávio Nakagima (1.o), Tomas Hermes (2.o), Hizunomê Bettero (3.o), Charlie Brown (4.o) e Jihad Kohdr (5.o), mas a lista dos concorrentes segue até Willian Cardoso (17.o).

O Oi SuperSurf terá quatro etapas esse ano com patrocínio da Oi e da marca Smolder de surfwear, realização da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) com a Casa da Árvore e Revista Hardcore, participação especial de Furnas e transmissão ao vivo na internet pelo http://oisupersurf.com.br. Depois da etapa de Florianópolis (SC), a temporada será encerrada nos dias 7 a 11 de outubro na Praia de Itaúna, em Saquarema (RJ).

A OI E O ESPORTE - A Oi tem longo histórico de apoio ao esporte, com patrocínios a grandes eventos, equipes e atletas. A Oi foi uma das patrocinadoras oficiais da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e da Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013, também apostou no basquete patrocinando o NBA Global Games Rio 2014 e o torneio NBA 3X com o Oi Galera, que tem como embaixador o campeão mundial Gabriel Medina. Neste ano, já patrocinou os Jogos Cariocas de Verão, o Oi Bowl Jam de skate e o incentivo da Oi a projetos esportivos, principalmente de esportes radicais e urbanos, é um dos pilares de investimento de marketing da Oi. A companhia tem grande expertise na participação, com patrocínio ou prestação de serviços de telecomunicações em grandes competições realizadas no país, como o Oi Rio Pro, etapa brasileira da World Surf League, e agora o Oi SuperSurf.

TOP-20 DO RANKING BRASILEIRO - ABRASP 2015 - 5 etapas:
1.o: Flavio Nakagima (SP) - 10.505 pontos
2.o: Tomas Hermes (SC) - 10.270
2.o: Hizunomê Bettero (SP) - 9.900
4.o: Charlie Brown (CE) - 9.140
5.o: Jihad Kohdr (PR) - 8.750
6.o: Thiago Camarão (SP) - 8.210
7.o: Alex Ribeiro (SP) - 7.960
8.o: Thiago Guimarães (SP) - 7.820
9.o: Deivid Silva (SP) - 7.535
10: Marco Fernandez (BA) - 7.010
11: Krystian Kymerson (ES) - 6.660
12: Alandreson Martins (BA) - 6.540
13: Messias Felix (CE) - 6.380
14: Ian Gouveia (PE) - 6.310
15: Matheus Navarro (SC) - 6.150
16: Saulo Junior (SP) - 6.115
17: Willian Cardoso (SC) - 5.955
18: Odirlei Coutinho (SP) - 5.700
19: Paulo Moura (PE) - 5.680
20: Bino Lopes (BA) - 5.550
------mais 168 surfistas já pontuaram no ranking 2015

TOP 16 NO RANKING DO OI SUPERSURF 2015 - 2 etapas:
1.o: Tomas Hermes (SC) - 9.660 pontos
2.o: Flavio Nakagima (SP) - 9.000
3.o: Charlie Brown (CE) - 8.820
4.o: Hizunomê Bettero (SP) - 8.040
5.o: Jihad Kohdr (PR) - 7.080
6.o: Thiago Guimarães (SP) - 6.780
7.o: Krystian Kymerson (ES) - 6.660
8.o: Alex Ribeiro (SP) - 6.540
9.o: Thiago Camarão (SP) - 6.300
10: Marco Fernandez (BA) - 6.000
11: Deivid Silva (SP) - 5.820
12: Ian Gouveia (PE) - 5.700
13: Alandreson Martins (BA) - 5.580
14: Willian Cardoso (SC) - 5.400
15: Bino Lopes (BA) - 5.100
15: Odirlei Coutinho (SP) - 5.100
15: Matheus Navarro (SC) - 5.100


 

 
Vem ai Gata da Onda 2017



Festa da Onda

com os destaques

do Surf e a Nova Gata Surf.


Aguardem

 

 
Feijoada do Cacau Menezes bombou na Lagoa em Floripa-SC. Brasil- Carnaval 2017

A festa mais democratica do Carnaval.

sucesso

Parabens Cacau

Congrats.

aloha
 

 
[2017-03-08] - Vem ai Gata da Onda 2017
[2017-03-08] - Feijoada do Cacau Menezes bombou na Lagoa em Floripa-SC. Brasil- Carnaval 2017
[2017-03-08] - Facebook Live transmite a temporada 2017 da WSL. aloha
[2017-02-28] - Uma final verde-amarela fechou o primeiro campeonato importante da World Surf League na temporada 2017
[2017-02-24] - A GATA DA ONDA ANDREIA SERAFIM VAI DESFILAR NA FEIJOADA DO CACAU
[2016-12-14] - inscrições seguem abertas para o Java Matadeiro Pro/Am em Florianópolis
[2016-11-23] - John John Levou em Halaiwa no Havai com empate. aloha
[2016-11-07] - Americano vence histórico Hang Loose Pro Contest 30 Anos
[2016-11-02] - Praia da Joaquina lotada para a estreia das estrelas do Hang Loose Pro Contest. aloha
[2016-11-02] - Hang Loose Pro Contest 30 Anos começa na Joaquina